%= render 'layouts/carrousel' %>
 140 Visualizações

Etarismo é tema de roda de conversa no dia 23

Programação faz parte do Projeto Aurora e será a terceira edição da Ciranda da Palavra

18/11/2021 12:24


A discriminação contra indivíduos ou grupos etários com base em estereótipos associados à idade é o tema da próxima roda de conversa do Projeto Aurora, que vai acontecer no dia 23. A atividade será realizada de forma virtual com o tema “Etarismo: eu sou jovem há muito mais tempo”, em alusão a uma fala do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso.

Uma das facilitadoras da roda, a diretora do Decom e historiadora Cecileide Correia, explica que o etarismo é um tipo de preconceito e pode assumir muitas formas, desde atitudes individuais até políticas e práticas institucionais que perpetuam a discriminação etária. “É comum ouvirmos expressões como ‘você não tem mais idade pra isso’, ‘calma, você não parece velha’. São essas pequenas notas que a nossa sociedade verbaliza e que podemos classificar como etarismo, ageísmo ou velhofobia”, pontua. 

O objetivo da roda, que também será mediada pela psicóloga Mariângela Onofre, é colocar o tema em discussão e apontar os efeitos de uma busca desmedida pela pele sem rugas, cabelos sem fios brancos, corpo torneado e tudo que não lembre a velhice. “Mas afinal o que é a velhice e qual o medo que a gente tem? A velhice é a fase mais libertadora da vida”, comenta, propondo uma reflexão sobre o assunto. 

A Roda de conversa abordará também dados alarmantes:  51% da violência contra os idosos é praticada pela família. 

A Ciranda da Palavra será realizada pela plataforma Google Meet, das 10h às 13h.