Status: Em Andamento

Gerenciamento das ações de desenvolvimento organizacional

Gestor do Projeto:
image Carla Costa
Data do início:
07/01/2022
Previsão do Término:
19/12/2022
Data do Término:
Equipe do Projeto:
Implementação:
Projeto concluido em 0%.

Justificativa

Considerando o Ato n. 2115/2019 e seu anexo único, que apresenta o Manual de Atribuições da Secretaria de Gestão de Pessoas;

Considerando que no item 3.1 do referido Ato é tratada as atribuições da Divisão de Acompnhamento e Desenvolvimento de Carreira - Diadec, tais como:

  1. Prestar suporte técnico às demais unidades do Poder Judiciário do Estado de Rondônia, referente aos processos e práticas de desenvolvimento e valorização dos servidores;

  2. Planejar, coordenar, dirigir e orientar a execução de atividades no que se refere ao desempenho, adaptação e desenvolvimento humano e organizacional no âmbito do Poder Judiciário, por meio da gestão de processos internos e de equipes de trabalho, para assegurar a realização efetiva das tarefas inerentes a área, zelando por prazos e qualidade das informações;

Considerando, ainda, que no item 3.1.1, é tratada as atribuições da Seção de Desempenho Desenvolvimento de Gestores e Servidores - Sedeges, tais como:

  1. Orientar e estimular avaliadores e avaliados no programa de avaliação de desempenho por competências para realizarem as etapas de feedback e cadastro dos planos de desenvolvimento individual (PDI’s);

  2. Atuar no suporte psicológico organizacional a servidores e magistrados referente a processos adaptativos advindos de mudanças e aperfeiçoamento nas políticas organizacionais do PJRO;

  3. Assessorar em processos de lotação (entrevista inicial), relotação, recondução, remoção e readaptação de forma hábil e ética, alinhando aos interesses institucionais da política de gestão de pessoas;

  4. Atuar em processos de seleção interna de profissionais, para potencializar e reconhecer as competências individuais e o desempenho das unidades organizacionais; XIII - Atuar em processos grupais e/ou individuais de mediação de conflitos, com assertividade e ética;

  5. Realizar análise e diagnóstico organizacional com assertividade e ética em unidades que apresentem conflitos relacionados ao ambiente laboral, a fim de melhorar as relações interpessoais na organização;

  6. Atuar fornecendo suporte e acompanhamento aos gestores do PJRO, por meio de atividades em equipe e individuais, para o desenvolvimento de processos de liderança de equipes;

  7. Atuar na elaboração, desenvolvimento e acompanhamento de projetos de desenvolvimento de lideranças, para promover o desenvolvimento humano e organizacional; e XVII - Planejar, organizar, executar e monitorar as atividades de avaliação de desempenho por competências de servidores em estágio probatório para subsidiar a homologação desse processo pela administração superior.

Percebe-se, a necessidade de atuar nos processos de gestão por competências, melhorias no clima organizacional e nos processos de trabalho, tendo como foco neste projeto o desenvolvimento do papel do líder/gestor, atribuindo-se a responsabilidade de identificar e promover o desenvolvimento dos servidores aos seus gestores imediatos.

Identifiou-se através de entrevistas individuais e em grupos com gestores/servidores dificuldades relacionadas a gestão de pessoas e não somente processos, dificuldades em dar e receber feedbacks, mediar conflitos e comunicar-se de forma assertiva. Também foi percebido nos processos de relotação e mediação de conflitos queixas relacionadas aos estilos de liderança dos gestores, com servidores reiterando a dificuldade de comunicação existente em vários setores da Instituição, trazendo danos ao trabalho em equipe e ao clima organizacional. De tal forma, torna-se imprescindível o acompanhamento e o desenvolvimento assertivo destes processos de mudança institucional pela equipe de psicólogos organizacionais junto aos gestores, propiciando um local de diálogo e um espaço para que possam compartilhar suas experiências e buscar uma forma de exercer a liderança com as devidas competências gerenciais do Programa de Gestão por Competências do Tribunal de Justiça, além de mediações de conflitos com técnicas específicas que se baseiam na empatia, assertividade e promoção de compreensão mútua sobre comportamentos, sentimentos e atitudes.

Considerando que no art. 18 da Resolução 022/2010-PR o Diretor da Divisão de Acompanhamento e Desenvolvimento de Carreiras - Diadec é membro nato e presidente da Comissão de Acompanhamento do Estágio Probatório;

Considerando ainda que, existem servidores em estágio probatório nas comarcas do interior e da capital, o que exige que cada vez mais se intensificam as ações da Comissão do PADEP quanto a orientação e acompanhamento dos servidores no enfrentamento das dificuldades e principalmente ao lidar com diferentes conceitos e valores intergeracionais. Objetivando atender tal demanda, os psicólogos da Comissão de Acompanhamento do Estágio Probatório realizam entrevistas individuais e/ou em grupo, encontros, palestras, mediações decorrentes do processo avaliativo e demais ações necessárias para o adequado acompanhamento e adaptação dos servidores.

Verificou-se que, quando essas ações são executadas com os gestores e servidores lotados nesta capital, têm como único custo o gasto com coffee breaks, mas, quando há necessidades a serem atendidas dos servidores das Comarcas do Interior do Estado, é imprescindível orçamento para as despesas com deslocamento da Comissão ou dos Colabores (diárias, IDI), dependendo do caso a ser tratado.


Objetivo do Projeto

De acordo com o Chiavenato, a origem do desenvolvimento organizacional se deu pela necessidade das empresas de realizarem transformações que as atingissem como um todo. O problema é que os objetivos dos colaboradores nem sempre estão alinhados aos do negócio. Isso faz com que as equipes se distanciem da organização, gerando conflitos relacionados ao engajamento e prejudicando o alcance de bons resultados. O Desenvolvimento Organizacional objetiva melhorar a capacidade da organização de lidar com o funcionamento e relacionamentos internos e externos.

Considerando o exposto, este projeto visa garantir recursos e condições mínimas para atuação da equipe de desenvolvimento de servidores e gestores nas comarcas da capital e do interior, principalmente no que tange ao processos de psicologia organizacional, permitindo assim que sejam atendidas às demandas de servidores e magistrados em todo o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, tanto nas Comarcas do Interior quanto da Capital.


Escopo do Projeto

O projeto será desenvolvido através de encontros, intervenções e visitas às Unidades/Comarcas que solicitarem intervenções desta Unidade:

1. Realizar encontro com 140 servidores que são gestores, até 31 de dezembro de 2022;
2. Atender 100% das solicitações de intervenção organizacional/mediação de conflitos/seleção de pessoal, até 31 de dezembro de 2022;
3. Realizar encontro com 175 servidores em estágio probatório, até 31 de dezembro de 2022.

Contato

Se precisar, entre em contato.

Tribunal de Justiça de Rondônia
Sede - Rua José Camacho, nº 585 - Bairro Olaria
Cep 76801-330 - Porto Velho, Rondônia
Alô Justiça: 0800-647-7077 Geral: (69) 3217-1152

© 2022 Divisão de Pessoal - Dipes
Versão do Sistema v0.0.4