Rondônia, 01 de maio de 2017.
Quarta, 25 Novembro 2015 09:18

Rondônia recebe selo ouro da Justiça em Números

encontroselo

O Tribunal de Justiça de Rondônia recebeu nesta terça-feira, durante o 9º Encontro Nacional do Judiciário, em Brasília, o selo ouro da Justiça em Números, concedido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Trata-se do reconhecimento pelo investimento na excelência na gestão da informação. No ano anterior o TJRO havia recebido o selo bronze, posição que subiu dois degraus graças aos esforços, sobretudo na padronização de sistemas como o PJE (Processo Judicial Eletrônico).

São considerados tribunais com nível de excelência na gestão da informação aqueles capazes de extrair dados analíticos de todas as unidades judiciárias em sistemas padronizados de acordo com as regras das Tabelas Processuais Unificadas (Resolução nº 46/2007) e do Modelo Nacional de Interoperabilidade (MNI) do CNJ. Pela primeira vez, a premiação também considerou o nível de implantação dos processos eletrônicos nos tribunais.

O secretário-geral do CNJ, Fabrício Bittecourt, na solenidade de entrega, destacou que a grande contribuição do Selo Justiça em Números para a população é o uso dos dados estatísticos como insumo para a gestão judiciária. “Se há dez anos pouco se sabia em termos concretos sobre os reais desafios do Judiciário, hoje é possível identificar e reconhecer os grandes avanços quanto à produção, sistematização e divulgação de dados quantitativos e qualitativos referentes ao Poder Judiciário”, salientou.

“Após quase 10 anos de criação do Departamento de Pesquisas Judiciais (DPJ), somos testemunhas da evolução das pesquisas e do uso desses dados na melhoria dos serviços prestados por tribunais”, enalteceu a diretora do DPJ, Fernanda Paixão. O departamento é a área do Conselho responsável pela elaboração e publicação do Relatório Justiça em Números.

Representam Rondônia no 9º Encontro Nacional do Poder Judiciário os desembargadores Alexandre Miguel, vice-presidente do TJRO, Daniel Ribeiro Lagos, corregedor-geral da Justiça e Sansão Saldanha, diretor da Escola da Magistratura- Emeron.

 

O Selo

O Selo Justiça em Números foi criado em outubro de 2013 (Portaria 186/2013, atualizada pela Portaria 125/2015) para fomentar a qualidade dos dados estatísticos do Judiciário, sobretudo referentes ao Relatório Justiça em Números. A ideia é aprimorar a coleta e sistematização dos dados para garantir informações e indicadores confiáveis para a tomada de decisões no processo de planejamento e gestão estratégicos, além de aumentar o acesso público a esses dados.

A concessão do Selo considera o encaminhamento adequado das informações, com atenção aos prazos e à consistência dos dados, assim como o nível de informatização do tribunal, uso de relatórios estatísticos para o planejamento estratégico e cumprimento de resoluções do CNJ alinhadas à gestão da informação. Para a edição 2015, os tribunais interessados em obter o Selo Justiça em Números apresentaram inscrições com documentos comprobatórios, que foram analisadas por uma comissão avaliadora composta pela Comissão de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do CNJ e pela diretora executiva do Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ).

 

Assessoria de Comunicação Institucional

Com informações do CNJ

 

 

barra compativel
Portal Homologado para melhor visualização com os navegadores padrão IE9+/Chrome/Firefox/Safari

SEDE: Rua José Camacho, nº 585 - Bairro Olaria - Cep 76801-330 - Porto Velho - Rondônia [+ locais] |   Alô Justiça 0800-647-7077   Geral (69) 3217-1152
© 2016 TJRO - Coordenadoria de Informática. Todos os direitos são reservados.